Você sabe a diferença entre tarja preta ou tarja vermelha?

Existem diversas classificações de medicamentos, que vão desde os Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) até os de tarja preta. A diferença entre eles vai desde os perigos da medicação até para o que são indicados e é essencial que o farmacêutico saiba a diferença entre um e outro.

Segundo a vice-presidente executiva da Associação Brasileira da Indústria de Medicamentos Isentos de Prescrição (Abimip), Marli Sileci, os MIPS são assim chamados pelo perfil de altíssima segurança em seu uso. Ou seja, ainda que o medicamento seja usado em dose errada ou para fins equivocados, há a segurança de que o paciente não terá sua saúde danificada.

Conheça outras classificações:

– Tarja vermelha:

Precisam de receita médica, pois são destinados a quadros clínicos que exigem maior cuidado e controle. Alguns precisam que a receita seja retida, pois são fármacos controlados e psicotrópicos, que podem causar dependência e trazer muitos efeitos colaterais e contraindicações.

– Tarja preta:

Também necessitam de receita médica, mas têm ainda um maior controle, pois podem apresentar mais efeitos colaterais e reações adversas, possuem ação sedativa e podem causar dependência.

– Sem tarja:

Os MIPs podem ser tomados e comprados sem prescrição médica. São indicados para tratar sintomas menores e conhecidos.

Fonte: Portal Guia da Farmácia