Varejo de material de construção admite mais

O trabalho formal do comércio varejista de material de construção da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) apresentou um saldo positivo de 185 empregos em abril – resultado de 2.387 admissões e 2.202 desligamentos.

O levantamento foi realizado pelo Departamento de Economia e Pesquisa do Sincomavi (Sindicato do Comércio Varejista de Material de Construção, Maquinismos Ferragens, Tintas, Louças e Vidros da Grande São Paulo).

Em março passado 163 vagas foram cortadas e, em abril de 2017, havia sido computado um saldo positivo (71 postos). O bom cenário foi puxado pelo varejo de ferragens, madeira e materiais de construção (+202 vagas).

Fonte: GiroNews