Tecnologias ampliam elo entre médicos, pacientes e farmacêuticos

Pesquisa realizada pelo Global Summit Telemedicine & Digital Health, juntamente com a Associação Paulista de Medicina, revelou que 99,88% dos médicos acreditam que recursos tecnológicos ampliam seus elos com pacientes e farmacêuticos. O prontuário eletrônico é adotado por 76,75% dos 848 entrevistados. A utilização do WhatsApp é aprovada por 85,02% dos profissionais e 78,30% acreditam nos celulares como “guardiões da saúde”.

Esses indicadores referendam a importância de recursos como a prescrição digital, aplicada por 49,17% dos médicos. Segundo levantamento da plataforma gratuita Memed, em 2018 foram realizadas mais de 3 milhões de prescrições, que movimentam em torno de R$ 600 milhões.

“É uma solução que já está integrada com 54% dos principais prontuários eletrônicos usados no Brasil”, afirma Rafael Moraes, Chief Medical Information Officer (CMIO) da Memed. A empresa conta com uma base de 60 mil médicos inscritos. Entre as oito especialidades que mais aderiram à ferramenta estão angiologia, clínica médica, dermatologia, endocrinologia, geriatria, medicina da família, nutrologia e psiquiatria.

“O profissional pode ter acesso a informações sobre interações medicamentosas e alerta de alergias em tempo real, o que o possibilita se integrar ao prontuário e realizar as prescrições diretamente do celular”, explica Moraes. O executivo elenca quatro pontos cruciais para ajudar a melhorar a qualidade no atendimento.

1) Aumentar a segurança do paciente

2) Obter um melhor desfecho clínico

3) Aprimorar a gestão de recursos financeiros

4) Trazer o paciente para o centro do cuidado.

Atualmente, mais de 60 mil drogas estão disponíveis para consulta na plataforma de prescrição inteligente da Memed, atualizada em tempo real por um time de médicos, enfermeiros e farmacêuticos. “No Brasil, quase 80% dos médicos atendem em cerca de três a seis locais diferentes, mudando sempre de contexto e alternando entre lugares com muita ou nenhuma infraestrutura. A tecnologia permite a atuação do médico onde ele estiver, seja via web, celular ou integrada ao prontuário de sua preferência”, finaliza.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico