Pesquisa mostra as 10 marcas mais lembradas pela longevidade

Mundialmente estamos entrando na economia da longevidade, um dos mais importantes movimentos econômicos deste século. Uma vida mais longa impacta diretamente a compra e o consumo, mas o público sênior é pouco observado pelas marcas e apresenta uma grande oportunidade para as empresas.

A primeira edição da pesquisa Oldiversity, que investigou como as marcas estão lidando com os temas longevidade e diversidade de orientação sexual, gênero, etnia e pessoas com deficiência, revelou que 70% dos entrevistados afirmam que a propaganda não é autêntica quando fala da longevidade e que apenas 29% dizem que as marcas são verdadeiras ao abordar o tema. O estudo que ouviu mais de 1.874 pessoas em todo o Brasil também mapeou as dez marcas mais lembradas pela longevidade.

De acordo com o levantamento, na lista aparecem empresas como Nestlé (13%), Itaú (11%), seguido de Natura (10%), Bradesco (4%), Unimed (3%), Avon (3%), Cicatricure (3%), Prevent Senior (3%), Corega (2%) e Calcitram (2%).

“A população brasileira está envelhecendo e está comprovado que as marcas que investem em longevidade ganham em consideração, preferência, intenção de compra e fidelização. Verificamos que 72% dos entrevistados passam a considerar a marcas que falam de longevidade e 69% passam a recomendá-las,” complementa Edmar Bulla, CEO da Croma Solutions.

A pesquisa confirmou o potencial de compra e consumo desse público, uma vez que 75% têm consciência de que a população está ficando mais velha e 46% afirmam que não têm com quem contar no futuro. “É necessário que o país e empresas invistam no público sênior, em iniciativas sociais e econômicas de inclusão e empatia. Segundo o Oldiversity, 82% das participantes do estudo acreditam que há preconceito em contratar pessoas mais velhas e 72% dizem que as lojas não estão preparadas para lidar com a diversidade e longevidade,” explica Bulla.

As principais reivindicações desse público são serviços especiais com (72%), seguido por lançamento de produtos (65%) e contratação do público sênior (72%). Na contramão desses dados, produtos e serviços como medicamentos 38% e beleza e cosméticos 28% são apontados como os mais preparados para lidar com essa parcela da população.

“Marcas como Nestlé e Itaú se destacaram no ranking e saíram na frente com criação de produtos e serviços direcionados para o público mais velho, com a linha de suplemento alimentar Nutren Sênior e a campanha Digitaú de mobile banking para quem tem mais de 60 anos,” finaliza Edmar Bulla, CEO da Croma Solutions.

Fonte: Promoview