Índice de preços iniciou o ano com alta de 0,79%

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) começou o ano com variação de 0,79%, na comparação com dezembro, quando atingiu alta de 0,90%. Em janeiro de 2017, a variação foi de 0,88%, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), ontem.

Em 12 meses, o IGP-10 acumulou taxa de -0,51%. O IGP-10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.
Entre os componentes do indicador da FGV, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 1,06%, em janeiro. Em dezembro, a variação foi de 1,22%.

Neste cenário, os Bens Finais registraram avanço de 0,74%, em janeiro, ante 0,52% em dezembro. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de -2,57% para 2,30%. Outro componente do IGP-10, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), registrou taxa de 0,36% neste mês, contra 0,29% observado em dezembro. Conforme a FGV< cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo, com destaque para o grupo Alimentação (-0,16% para 0,66%) – cuja variação, por sua vez, foi puxada por hortaliças e legumes, o qual passou de -3,90% para 5,78%.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em janeiro, taxa de variação de 0,08%, ante 0,30%, observado em dezembro. Neste componente, foi verificado aumento de 0,16% no índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços. No mês anterior, a taxa desse grupo foi de 0,56%. O índice que representa o custo da Mão de Obra mostrou variação de 0,02%. No mês anterior, este índice cresceu 0,08%, de acordo com a FGV.

Fonte: DCI São Paulo