Geladeira, lavadora e mais eletrodomésticos deixam sua casa smart

Novos dispositivos domésticos podem ser controlados remotamente

A Internet das Coisas já mudou a forma como nos relacionamos com os eletrodomésticos. Se antes os dispositivos interconectados eram um sonho distante, agora robôs aspiradores de pó, aparelhos de ar-condicionado inteligentes, entre outros eletrônicos smarts da casa estão entrando de vez na rotina dos consumidores.

Os equipamentos com Wi-Fi e outras conectividades vão desde geladeiras, máquinas de lavar e até cervejeiras. Integrados com o smartphone, os novos dispositivos domésticos podem ser controlados remotamente e prometem maior segurança e conforto. Veja a seguir seis modelos que entraram na onda e estão transformando as casas em smart.

Geladeira

As geladeiras inteligentes têm uma longa lista de funcionalidades. Elas não contam apenas com apps para fazer listas de compras, pesquisar receitas, disparar alarmes e controlar a própria temperatura. Há modelos com câmera interna, permitindo que o usuário veja o que está dentro pelo smartphone, como é o caso da Family Hub Fridge, da Samsung, que roda o Tizen.

A LG é outra fabricante que vem investindo no segmento. Uma de suas geladeiras smart, a Signature Fridge, possui um display touch de 20 polegadas e roda o Windows 10 na versão integral, como se fosse um tablet. Assim, ela pode ser controlada pela assistente de voz Cortana e executar todas as ações do computador, como tocar músicas ou assistir a vídeos da Internet enquanto você está na cozinha.

Além da integração com celulares e outros dispositivos, esses eletrônicos fazem jus ao selo premium em suas categorias, oferecendo sempre design arrojado, grande capacidade e poder de refrigeração. Com esse conjunto de características, o aparelho na sua versão mais simples tem preço de US$ 2.399,99, algo em torno de R$ 8.930 em conversão direta, sem os impostos brasileiros.

Com o aparelho da Samsung não é muito diferente: a mais barata da linha custa US$ 2.631 (R$ 9.790), enquanto a mais cara sai por US$ 4.599 (R$ 17.120). Com altos preços até lá fora, esses produtos ainda não chegaram no Brasil. As geladeiras mais caras do mercado nacional têm preço médio de R$ 15 mil, mas suas funções “smart” limitam-se ao sistema de descongelamento ou monitor touch incorporado, sem nenhuma conexão de fato com a Internet.

Máquina de lavar

Controladas por celular, as máquinas de lavar inteligentes permitem ao usuário começar uma lavagem enquanto ainda está no trabalho e chegar em casa com as roupas já limpas. Muitas possuem recursos para otimizar a limpeza em função das cores, formas e tipos de tecidos. Outra função interessante é a possibilidade de programar o aparelho para funcionar no melhor horário do dia, considerando o gasto energético e economizando tempo e dinheiro.

Diferentemente das geladeiras, as lavadoras smart já são uma realidade por aqui. A Samsung acaba de trazer para o país a QDrive, que usa Inteligência Artificial e possui aplicativo para Android e iPhone (iOS). O modelo chega com preço sugerido de R$ 5.699, mais barato que a concorrente LG WD17VTS6, de R$ 7 mil, que também oferece a função de secadora.

Fogão

“Será que eu desliguei o fogão?”. Essa é uma preocupação que você provavelmente não vai ter com um fogão smart. Isso porque o controle por smartphone deve permitir ao usuário verificar o status do eletrodoméstico e desligá-lo remotamente, evitando problemas do tipo.

Os recursos específicos vão depender de cada modelo, mas os fornos inteligentes costumam oferecer ciclos pré-definidos de cozimento e pré-aquecimento, aplicativos de receitas e até sistemas auto-limpantes. Além disso, eles podem ter integração com outros eletrodomésticos smart e com dispositivos como Alexa, Google Assistente e Bixby.

Alguns desses recursos mais avançados são encontrados em modelos vendidos em outros países, onde os fogões têm preços entre US$ 3 mil e US$ 10 mil. No Brasil, o Brastemp Ative Smart Cook é uma opção com Wi-Fi e controle via celular, e custa cerca de R$ 4.600.

Ar-condicionado

Há vários motivos para comprar um ar-condicionado com Wi-Fi. Além da vantagem de poder controlar o eletrônico remotamente via celular, a conectividade faz com que eles consumam menos energia que modelos convencionais. Isso porque eles conseguem identificar quando alguém está no ambiente, desligando ou reduzindo o trabalho para economizar gastos caso contrário.

Vários modelos permitem inserir diferentes perfis de uso, facilitando a climatização do ambiente conforme as preferências de cada pessoa da família. Embora ainda pouco numerosos, os aparelhos inteligentes já chegaram ao Brasil. O Samsung Digital Inverter Frio Wind Free tem preços a partir de R$ 2.549. Já o Springer Midea é encontrado por R$ 1.400, mas requer a instalação de um kit-Wi-Fi extra de aproximadamente R$ 150.

Cervejeira

Lançada no mercado nacional em abril, a Consul Smart Beer é um bom exemplo de cervejeira smart, sendo a primeira a chegar no país. O produto já está à venda e custa R$ 2.659. O equipamento, que conta com Wi-Fi, conecta-se ao smartphone por meio do app smartbeer. Com versões para Android e iPhone (iOS), o aplicativo avisa ao usuário quando a bebida está acabando. Além disso, ele permite controlar níveis de cerveja em litros, quantidade de latas, long necks e garrafas.

Sistema “coringa”

Como se não bastassem as variadas opções de aparelhos inteligentes, há ainda os dispositivos “coringa” – aqueles que transformam qualquer eletrodoméstico em smart. O exemplo mais ilustre é o Smart ThinQ Sensor, da LG, lançado originalmente apenas como SmartThinQ.

O aparelho circular pode ser acoplado em máquinas de lavar, geladeiras, ar-condicionado, robôs aspiradores de pó, sensores de portas e janelas e sensores de temperatura e umidade da marca, fazendo com que todos esses componentes passem a se comunicar com o smartphone.

Fonte: TecTudo