Carne bovina atinge a menor margem dos últimos dois anos no varejo

Segundo levantamento da Scot Consultoria, nos últimos sete dias a retração foi de 0,4% na média de todos os cortes pesquisados. No Rio de Janeiro, também houve queda (0,2%). No Paraná e em Minas Gerais os preços tiveram variações positivas, 0,4% e 0,1%, respectivamente.

Desde o começo de novembro o varejo tem comprado os produtos mais caros do atacado, mas mesmo assim enfrenta dificuldade para repassar estas altas para o consumidor na ponta final de cadeia.

Desta forma, a margem do varejo continua apertando e está em 50,2%. É a menor margem desde outubro de 2016 e mais de 10 pontos percentuais abaixo da média trabalhada ao longo deste ano. Porém, a expectativa é que as vendas melhorem nas próximas semanas. Normalmente é em dezembro que se concentram os maiores preços no mercado varejista.

Fonte: Scot Consultoria